Cobre opera em alta com expectativa sobre diálogo entre China e EUA no comércio

O cobre opera em alta na manhã desta sexta-feira, com investidores otimistas após o anúncio de uma nova rodada de negociações sobre comércio entre Estados Unidos e China no início da próxima semana. Além disso, medidas de estímulo à economia na potência asiática colaboravam. Às 9h08 (de Brasília), o cobre para três meses subia 1,4%, a US$ 5.853,50 a tonelada, embora ainda recue mais de 2% na semana, na London Metal Exchange (LME). Às 9h15, o cobre para março avançava 1,81%, a US$ 2,6145 a libra-peso, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

O Ministério do Comércio chinês confirmou nesta sexta-feira que uma delegação comercial dos EUA liderada pelo vice-representante de Comércio Jeffrey Gerrich visitará o país na segunda-feira e na terça-feira para negociar. Além disso, o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços da China mostrou avanço em dezembro, segundo a IHS Markit. Nos EUA, a Câmara dos Representantes aprovou na noite de ontem um pacote de gastos para encerrar a paralisação parcial do governo. Não está claro, porém, se o presidente Donald Trump poderia voltar atrás em sua exigência de fundos para a construção de um muro na fronteira com o México e chegar a um acordo com os democratas, que agora controlam a Câmara.

Diretor de pesquisa da Sucden Financial Research, Geordie Wilkes comenta que o avanço do petróleo também ajuda o cobre. O quadro é ainda de maior apetite por risco em geral, segundo Wilkes, após o Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) anunciar um corte no compulsório bancário.Entre outros metais básicos negociados na LME, o alumínio subia 0,27%, a US$ 1.854 a tonelada, o zinco avançava 1,22%, a US$ 2.429,50 a tonelada, o estanho tinha alta de 0,05%, a US$ 19.535 a tonelada, o níquel ganhava 1,01%, a US$ 10.990 a tonelada, e o chumbo subia 0,77%, a US$ 1.956,50 tonelada.

Fonte: Isto É