Remineralizadores de solos são temas de workshop promovido pelo MME

O Ministério de Minas e Energia (MME), promoveu o seminário “Remineralizadores de Solos: Zoneamento Agrogeológico”, na última terça-feira (04). O objetivo do evento foi apresentar os resultados da atuação do Grupo de Trabalho de Remineralizadores, instituído em 2012 e coordenado pelo MME.

O seminário foi realizado em parceria com a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Agência Nacional de Mineração (ANM), o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Universidade de Brasília (UnB).

Durante o evento, especialistas discutiram as oportunidades de aproveitamento de fontes locais e regionais de insumos agrominerais. A programação se iniciou com palestra do pesquisador da Embrapa, Eder Martins, sobre zoneamento agrogeológico do Brasil.

Para a secretária de Geologia, Mineração e Transformação Mineral, Maria José Gazzi Salum, ações como o seminário promovido hoje são essenciais para o setor. “Remineralizadores são fundamentais para a sustentabilidade da atividade mineral, não somente pelo aproveitamento de rejeitos e estéreis, como também pela ampliação do uso de insumos agrominerais em escala regional”, afirma.

“O Brasil é destaque nos setores agrícola, energético e ambiental e a grande oportunidade para o País continuar a se sobressair nessas áreas é o crescimento com sustentabilidade”, disse a engenheira agronômica e pesquisadora da Embrapa Cerrados, Ieda Mendes.

A geóloga e pesquisadora da CPRM, Alessandra Blaskowski, mostrou os estudos Agrominerais de Irecê e Jaguari (BA), com propostas de pesquisa para remineralizadores de solos. Ieda Mendes realizou apresentação sobre as qualidades biológicas do solo. O economista e ex-diretor do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Antônio Lício, debateu a avaliação econômica do potencial do uso de remineralizadores de solos.

Após demonstrações, foi aberto um espaço para relatos de experiências de produtores dos setores agrícola e mineral e em seguida espaço para debates dos participantes. O seminário e o GT pretendem com os estudos comprovar que é possível aumentar a produtividade do solo com baixo impacto ambiental e redução das emissões de gases de efeito estufa. A expectativa também é valorizar mais e dar maior eficiência aos recursos naturais, com baixa geração de resíduos e equidade social.

Remineralizadores

Os remineralizadores são produtos que melhoram as propriedades físicas e químicas do solo para a produção agrícola. São produzidos a partir de determinadas rochas, que são moídas e peneiradas. O Brasil é dependente da importação de insumos para fabricação de fertilizantes como o NPK (nitrogênio, fósforo e potássio), porém possui vasta quantidade de rochas e minerais.

Saiba mais sobre o Grupo de Trabalho de Normatização do Uso de Pós de Rocha na Agricultura (Rochagem – Remineralizadores)

Assessoria de Comunicação Social
Ministério de Minas e Energia
(61) 2032-5620
[email protected]
www.mme.gov.br
www.twitter.com/Minas_Energia
www.facebook.com/minaseenergia