Futuros do aço caem pela 5ª semana na China com excesso de oferta

O mercado siderúrgico chinês encerrou em baixa nesta sexta-feira, caindo pela quinta semana consecutiva, com pressão de amplas ofertas e demanda fraca. O minério de ferro subiu pela terceira sessão consecutiva, mas o mercado sofreu sua pior queda semanal em oito meses.

O vergalhão de aço para janeiro, o mais negociado na Bolsa de Futuros de Xangai , perdeu 0,8 por cento, para 3.587 iuanes (516,64 dólares) por tonelada. O mercado recuou 2,8 por cento nesta semana e caiu mais de 13 por cento em novembro.

“Não há pedidos para as siderúrgicas cortarem a produção, o que significa que algumas podem continuar produzindo”, disse a analista Helen Lau, da Argonaut Securities.

“No geral, as margens de aço caíram dos picos observados, mas os lucros ainda são altos o suficiente para as usinas continuarem produzindo.”

A China permitiu que as regiões determinassem restrições à produção, em vez de impor restrições generalizadas, como fez no inverno passado em sua campanha contra poluição, mantendo a produção de aço alta no maior produtor mundial, enquanto o consumo cai diante de uma economia mais fraca.

O minério de ferro na Bolsa de Commodities de Dalian subiu 1,7 por cento, para 482 iuanes por tonelada. O mercado perdeu 5,6 por cento esta semana, marcando sua maior queda semanal desde o final de março. Para o mês, o minério de ferro caiu mais de 10 por cento.

Fonte: Terra