Carros elétricos e híbridos invadem o Salão do Automóvel de São Paulo

A tendência global da redução da dependência de combustíveis fósseis com a preferência para carros elétricos e híbridos marca o 30º Salão do Automóvel de São Paulo. A maioria dos expositores tem modelos alternativos, três fabricantes – General Motors, Nissan e Renault - anunciaram a venda de carros elétricos, e um – a Lexus -, que só terá modelos híbridos no Brasil a partir de 2019.

O 30º Salão é o maior e principal desde o primeiro evento, realizado em 1960, no Ibirapuera. Os promotores estimam que neste sábado (10) mais de 100 mil visitantes passarão pelos estandes dos 29 fabricantes e importadores de carros que mostram mais de 600 veículos. O São Paulo Expodeverá receber mais de 700 mil visitantes até o dia 18, quando o evento se encerra.

O Bolt EV, um dos carros elétricos mais vendidos nos Estados Unidos, chegará ao Brasil no próximo ano. A General Motors anunciou a venda do compacto elétrico em 2019 com preço de R$ 175 mil. O Bolt tem autonomia de 383 km com carga completa. A recarga de uma hora em tomada doméstica garante a autonomia de 40 km.   Em eletro-postos bastam 30 minutos para rodar mais 145 km.

O utilitário de luxo UX 250h e o sedã ES 300h são os principais lançamentos da Lexus. O SUV custará R$ 170 mil. A venda do três volumes começará em dezembro por R$ 239.990. Como ocorreu no Salão de 2016, o LC 500h equipado com motor híbrido de 359 cv  chama a atenção.  A divisão de luxo da Toyota anunciou que que a partir de 2019 só oferecerá veículos híbridos no Brasil.

A Nissan começou a pré-venda do Leaf que chegará ao país no começo de 2019 com preço de R$ 178.400.  O Leaf tem autonomia de 389 quilômetros em ciclo urbano, e 270 km no ciclo combinado.   O motor elétrico do Leaf gera 140 cv e forca (torque) de 32,6 kgfm. A Nissan mostra também o X-Trail híbrido.

O Zoe, na versão Intense, custará  R$ 149.900. O motor gera 110 cv e força (torque) de 22,9 kgfm com autonomia de 300 km. A recarga em corrente trifásica de 22kW leva 1h40min para 80% da sua carga total.  O Symbioz, um carro conceitual elétrico, é a visão da Renault para o veículo de 2030.  Com 4,70 metros, o interior modulável e remete a uma sala de estar.

O esportivo híbrido i8 Roadster e o Mini Cabrio dividem o estande da BMW que mostra também os i3 e i8 já presentes no mercado brasileiro. A alemã mostra a tecnologia de carregamento por indução BMW Wireless Charging que permite recarregar a bateria do carro híbrido plugin sem a necessidade do uso de cabo. O Mini Cooper S E Countryman ALL4 Plug-in Hybrid já está  à venda no mercado brasileiro por  R$ 199.990.

O One AMG, com a tecnologia da Fórmula 1, é a estrela principal da Mercedes-Benz. O híbrido tem motor V6 1.6  biturbo com binado com quatro  elétricos e que somam 1.000 cv.  Três unidades foram vendidas para basileiros por R$ 10 milhões.  A Mercedes mostra também o Smart Forfour EQ, com motor elétrico de  82 cv e força (torque) de 16 mkgf com autonomia para 115 quilômetros.

A Volkswagen confirmou a chegada do Golf GTE sem anunciar quando. A versão híbrida do hatch esportivo conta com motor a gasolina 1.4 turbo de 150 cv e um elétrico  de 102 cv. A potência combinada de 204 cv e força (torque) de 35,6 kgfm é distribuída pelo câmbio automático de dupla embreagem. A Montadora expõe quatro carros elétricos

Arrizo 5e poderá chegar ao mercado brasileiro

A Caoa Chery expõe quatro carros elétricos produzidos na China: eQ1, Arrizo 5e, Tiggo 2e e eQ. A montadora aproveita o Salão  do Automóvel para  avaliar a receptividade do público em relação aos seus veículos  elétricos.  O pequeno eQ1, de dois lugares, está exposto em corte. Venda do Soul EV depende de impostos

As versões elétricas do Soul EV, Niro Hybrid e Optima Hybrid são as opções da Kia com propulsões alternativas. O Soul EV tem 320 quilômetros de autonomia de bateria. Os modelos sustentáveis estão em fase final de homologação para a venda condicionados a uma tributação diferenciada.

Hyundai mostra quatro carros elétricos

O elétrico Ioniq é a surpresa da Hyundai que mostra quatro carros elétricos. Com opções de propulsão elétrica, híbrida e híbrida plug-in, o motor elétrico gera 120 cv e força (torque) de 30,1 kgfm. A bateria de ions de lítio de 28 kWh garante autonomia de 280 km e, com um carregador rápido, a recraga de 80% da bateria leva 24 minutos. Já o conceito Saga EV é visto como um vislumbre do que será o novo HB20.

Fonte: GauchaZH