Cofundador do Ethereum compra empresa de mineração de asteroides

A ConsenSys, empresa de tecnologia blockchain criada pelo cofundador do Ethereum, Joseph Lubin, acaba de adquirir a Planetary Resources, empreendimento fundado em 2012, cujo projeto é focado em mineração de asteroides. “O presidente e CEO da Planetary Resources, Chris Lewicki, juntamente com o conselheiro geral Brian Israel, juntaram-se à ConsenSys através de uma transação de compra de ativos”, diz um comunicado do dia 31 de outubro no site da empresa.

No Twitter, Lubin pareceu empolgado com a nova aquisição e deu boas vindas à Planetary Resources. Apesar de o valor da aquisição não ter sido revelado, a nova parceria — extremamente moderna, dada a combinação de blockchain e voos espaciais — provavelmente não deve ter sido difícil para Lubin. Segundo a Forbes, em publicação no início do ano, o empresário é bilionário e pode ter uma fortuna entre US$ 1 e US$ 5 bilhões em criptomoedas — além de pessoas próximas a ele desconfiarem que seu patrimônio seja de US$ 10 bilhões.

Crença da Ethereum

A sede da Planetary Resources em Redmond, Washington, continuará servindo de base para a ConsenSys iniciar, então, juntamente com os ex-proprietários (como parte do acordo), sua exploração espacial. “Eu admiro a Planetary Resources por seu talento, seu histórico de inovação e por inspirar pessoas em todo o planeta com sua ousada visão para o futuro”, disse Lubin.

Ele frisou que trazer recursos do espaço para o nosso ecossistema reflete nossa crença no potencial da Ethereum em ajudar a humanidade a criar novos sistemas de regras sociais por meio de confiança automatizada. “Isso reflete nossa crença em democratizar e descentralizar os esforços nos projetos espaciais e assim liberar mais ainda o potencial humano. Estamos ansiosos nessa jornada para os próximos meses”, disse Lubin.

Empresa passava por dificuldades

A aquisição pela ConsenSys aconteceu num momento em que a Planetary Resources realmente necessitava de recursos para prosseguir na exploração espacial, opinou o Engadget. De acordo com uma publicação do Geek Wire em agosto deste ano, a empresa demitiu funcionários e chegou a leiloar alguns de seus equipamentos.

 site afirma que até mesmo móveis de escritório foram vendidos para arrecadar recursos depois de não conseguir uma nova rodada de financiamento em junho passado. Lembrando que a empresa no início de sua formação teve apoio de bilionários como Larry Page e Eric Schmidt, do grupo Alphabet Inc. (Google, Google Capital, Google Ventures, entre outros), segundo o site.

A parceria vai permitir a manutenção dos planos para sua meta original de inspeção de asteroides para 2020. A Planetary Resources já lançou dois satélites na órbita da Terra por meio da nave Arkyd-6 em janeiro deste ano.

Fonte: Portal do Bitcoin