Areia monazítica passa a ser analisada por aparelho da Ufes

Um equipamento de monitoramento da areia monazítica foi instalado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), na sexta-feira (5) , na praia de Meaípe, em Guarapari, Grande Vitória.

O aparelho mede a passagem do vento e o que é captado vai para um computador, que analisa os dados. Camarões retirados do mar para consumo e o ar que as pessoas respiram são um dos elementos analisados.

O objetivo da pesquisa é compreender melhor as influências do mineral no ar, em alimentos e na temperatura da região.

 O grupo de pesquisa da Ufes já estuda a areia desde 2008, mas agora o objetivo é compreender melhor as influências do mineral na vida das pessoas da região.

 O professor e físico nuclear que coordena a pesquisa, Marcos Tadeu, diz que vai aprofundar os estudos dos benefícios da areia e saber quanto tempo as pessoas podem ficar expostas a esse mineral.

“A areia emite um gás e parece que ele também ajuda a melhorar a qualidade da vida das pessoas de Guarapari, estamos impressionados com todos os relatos que vemos e chegamos a ver comprovações estatísticas”, aponta o professor.

A instalação do equipamento teve o auxílio da comunidade local e uma parceria com a Universidade de São Paulo (USP). Serão oito anos de captura de dados.

Fonte: G1