Valemax e China: a eficiência do presente e os projetos futuros

Que a Vale e a China são parceiras de longa data, você certamente já sabe. No último ano, cerca de 41% das vendas de nossa empresa foram para o país oriental. Além da grande demanda local para produção siderúrgica, a busca chinesa por sustentabilidade influencia positivamente o desenvolvimento de aço com menos poluentes e, para isso, as siderúrgicas precisam de minério com alto teor de ferro. Hoje, o minério de Carajás possui o maior teor do planeta.

Para que o produto brasileiro chegue à China com valor competitivo, nossa empresa possui uma cadeia logística bem estruturada com um personagem importante: o Valemax, maior navio mineraleiro do mundo. Ele consegue carregar aproximadamente 400 mil toneladas de uma só vez, sendo 390 mil toneladas só de carga, além de combustível, água e demais produtos necessários para a operação (o [email protected] já publicou um infográfico sobre o Valemax, clique aqui para relembrar).

A história do Valemax reforça o caráter sustentável do empreendimento: os primeiros foram contratados pela Vale há 10 anos e começaram a operar em 2011, já reduzindo em 35% as emissões de CO2 em relação ao navio padrão usado na época, os Capesizes, com capacidade de 180 mil toneladas. A segunda geração – que já conta com quatorze navios em funcionamento – reduz ainda as emissões em cerca de 20% em comparação à geração anterior.

É essa baixa emissão que confere ao Valemax o título de navio mais eficiente do mundo em emissões de gases de efeito estufa. A avaliação é baseada no Índice de Design de Eficiência Energética, considerando a emissão de CO2 dividida por tonelada transportada multiplicada pela distância em milhas náuticas. O cálculo utiliza uma base de dados de 2.769 embarcações dos mais variados tipos – granel, gás, petroleiro, contêiner, carga geral, refrigerada e Roll on roll (utilizada no transporte de automóveis);

Você pode saber ainda mais sobre o Valemax no vídeo acima e nos tópicos abaixo:

- O aumento da frota da Vale com embarcações mais eficientes é parte de uma estratégia para entregar sua produção crescente com menores emissões de gases do efeito estufa e taxas de frete competitivas. Essa iniciativa de nossa empresa está alinhada com a tendência mundial de combate ao aquecimento global.
- Atualmente, entre 250 e 300 navios transportam produtos da Vale, incluindo 35 Valemax de 1ª geração, já em operação desde 2011, também com capacidade de até 400 mil toneladas. Entre 70% e 74% das grandes embarcações que transportam carga da Vale com capacidade acima de 180 mil toneladas fazem a rota para a China.
- Hoje, apenas quatro portos na China possuem estrutura para receber os Valemax, mas outros oito estão sendo adptados para poderem receber o navio futuramente.

 Fonte: Vale