Cobre opera estável em Londres e sobe levemente em NY

Os futuros de cobre operam estáveis em Londres e sobem levemente em Nova York, após os últimos dados de produção da chilena Antofagasta, a maior produtora mundial do metal básico.

Por volta das 6h30 (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) se mantinha em US$ 6.987,50 por tonelada, no mesmo nível do fim da tarde de ontem. Na Comex, a divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para entrega em maio tinha alta marginal de 0,11%, a US$ 3,1455 por libra-peso, às 8h02 (de Brasília).

Mais cedo, a Antofagasta divulgou queda anual de 10,5% na produção de cobre do primeiro trimestre, a 153,8 mil toneladas, mas reiterou sua projeção de produção para 2018 em uma faixa de 705 mil a 740 mil toneladas. O resultado trimestral da Antofagasta veio abaixo da expectativa de analistas da Berenberg e Peel Hunt.

O alumínio, que mostrou forte volatilidade nas últimas semanas, também operava estável na LME no horário indicado acima, a US$ 2.213,50 por tonelada. Na segunda-feira (23), os EUA aliviaram sua postura em relação a sanções impostas à mineradora russa Rusal, segundo maior produtor mundial de alumínio.

Fonte: Dow Jones Newswires