Codelco chilena anuncia US$ 2,885 bilhões de excedentes em 2017

A estatal chilena de mineração Codelco, a maior produtora mundial de cobre, anunciou nesta quinta-feira excedentes de 2,885 bilhões de dólares em 2017, seis vezes mais que no ano anterior, sustentada pela alta do preço do metal e a demanda chinesa. A empresa produziu 1,734 milhão de toneladas de cobre fino com custos inferiores 8% em relação aos da concorrência, apesar da concentração de minério cair 10%. “Conseguimos em 2017 a segunda melhor produção da história”, anunciou o presidente executivo da estatal, Nelson Pizarro, ao divulgar os dados do exercício passado.

Para este ano, a Codelco contempla um investimento de 4,3 bilhões de dólares. A empresa produz 11% da oferta mundial mundial de cobre. A recuperação do preço do metal no mercado internacional graças à forte demanda do mercado chinês foi fundamental para estes resultados, que parecem ter deixado para trás os anos complicados que viveram as matérias-primas.

A estatal espera que os preços do cobre se mantenham em torno dos 3 dólares a libra no futuro, apesar de prever um eventual déficit da forte demanda da China. Em 2016, a estatal reportou 500 milhões de dólares excedentes depois de se submeter a um rígido controle de custos. O Chile é o maior produtor de cobre do mundo. Com a produção da Codelco, o país é responsável por quase um terço da produção mundial, equivalente a 5,6 milhões de toneladas anuais.

Fonte: Exame