Ouro se recupera enquanto dólar norte-americano passa a cair

A cotação do ouro se recuperava nesta terça-feira, já que dados que mostraram que os preços ao consumidor dos EUA esfriaram em fevereiro faziam o dólar cair e reduziam expectativas de aumentos agressivos de juros do Federal Reserve.

Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, contratos futuros de ouro avançavam 0,36% para US$ 1.325,60 a onça troy por volta das 10h00.

O dólar perdeu força após dados mostrarem que a inflação dos preços ao consumidor dos EUA desacelerou no mês passado, confirmando que uma esperada recuperação na inflação provavelmente será apenas gradual.

O relatório foi divulgado após dados na sexta-feira que mostraram uma desaceleração no crescimento dos salários terem reduzido preocupações com pressões inflacionárias e terem baixado expectativas de quatro aumentos de juros do Federal Reserve neste ano.

O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, recuava 0,13% para 89,77.

O ouro é sensível a movimentos tanto nas taxas de juros dos EUA quanto no dólar. Um dólar mais fraco torna o ouro mais barato a detentores de moedas estrangeiras, ao passo que um aumento nas taxas de juros dos EUA aumenta o custo de oportunidade de se ter ativos de baixo rendimento como o metal amarelo.

Ainda na divisão Comex, contratos futuros da prata tinham alta de 0,45% e eram negociados a US$ 16,60 por onça troy.

Fonte: Investing.com