Eternit paralisa atividades da mineradora Sama e de fabricante de telhas de fibrocimento em Goiás

A produtora de materiais para cobertura e telhados Eternit anunciou nesta terça-feira a paralisação das atividades da mineradora Sama e da fabricante de telhas de fibrocimento Precon Goiás, após o Supremo Tribunal Federal proibir o uso e comercialização de amianto crisotila no país.

“As demais unidades de produção de telhas de fibrocimento seguem operando normalmente apenas com a fibra sintética de polipropileno produzida na unidade de Manaus”, disse a empresa em fato relevante. A Eternit disse que vai esperar até a decisão final do STF, após eventuais recursos, para se posicionar de forma definitiva sobre a “consequência de tal decisão nas atividades” da empresa.

Na semana passada, o plenário do STF decidiu proibir a extração, industrialização e comercialização do amianto variedade crisotila, produto largamente utilizado no país na fabricação de produtos para construção civil como telhas e caixas d‘agua. Críticos ao uso do amianto alegam que o produto pode causar risco para a saúde humana, tendo até mesmo potencial cancerígeno.

Fonte: Reuters