Cobre opera de lado, ainda sem muita direção após feriado na China

O cobre oscila perto da estabilidade nesta segunda-feira, com os metais básicos ainda em busca de uma direção mais clara, após operadores na China voltarem ao trabalho depois de um feriado prolongado na China. Além disso, investidores avaliam os dados mais recentes do mercado de trabalho na China, divulgados na sexta-feira.

Às 7h30 (de Brasília), o cobre para três meses operava estável em US$ 6.654 a tonelada, na London Metal Exchange (LME). Às 7h58, o cobre para dezembro 0,17%, a US$ 3,0240 a libra-peso, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

Na sexta-feira, foi informado que a economia dos EUA cortou 30 mil empregos em setembro. O resultado contrariou a previsão dos economistas ouvidos pelo Wall Street Journal, que era de geração de 80 mil postos. O dólar recuou após a notícia, o que poderia apoiar os metais, porém mesmo isso dá pouca direção ao cobre. O Commerzbank avalia que o relatório do mercado de trabalho deve ser visto “como apenas uma anomalia de curto prazo”.

Entre outros metais básicos negociados na LME, o zinco subia 0,54%, a US$ 3.262 a tonelada, o alumínio tinha alta de 0,05%, a US$ 2.147,50 a tonelada, o estanho avançava 0,83%, a US$ 20.775 a tonelada, o níquel subia 1,99%, a US$ 10.785 a tonelada, e o chumbo recuava 1,09%, a US$ 2.506,50 a tonelada.

Fonte: Dow Jones Newswires