Campanha patrocinada pela Vale conta história dos naufrágios ocorridos na costa brasileira

A água dos mares brasileiros abriga uma preciosidade ainda pouco conhecida: a história dos naufrágios ocorridos na costa brasileira. Esses relatos estão reunidos nos sítios de embarcações naufragadas, que fazem parte do patrimônio cultural subaquático e da arqueologia subaquática do Brasil.

O material, que agora é tema de uma campanha de conscientização e preservação realizada pela Marinha do Brasil, revela como era a vida dos antigos tripulantes e mostra as características de construção das embarcações. Uma das peças da campanha é o livro Patrimônio Arqueológico Subaquático Na Marinha do Brasil: Objetos Oriundos de Sítios de Naufrágios na Costa Brasileira, lançado no dia 30 de agosto, no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), no Rio de Janeiro. A obra traz uma coletânea de fotos e informações sobre o material já catalogado e preservado pela instituição.

A iniciativa, patrocinada pela Vale, busca compartilhar com a sociedade a importância da preservação desses sítios arqueológicos. Devido as suas condições, eles estão expostos aos riscos de degradação por fatores naturais, como processos erosivos e correntezas, e também por fatores resultantes das atividades humanas, como a depredação para retirada de suvenires e a poluição marinha. Outra novidade da campanha é a exposição itinerante com fotos e informações sobre os patrimônios subaquáticos na Universidade Federal de Teresina, no Piauí. Até o fim deste ano, as peças vão passar pela Bahia, Santa Catarina e São Paulo.

A campanha conta também com filmetes que serão exibidos na TVs da Marinha em todo o Brasil, além de spots para as rádios, campanhas em mídias sociais, entre outros. As ações são voltadas aos oficiais e tripulantes da Marinha, além de escolas e cursos de mergulhadores, mergulhadores recreativos e pescadores.

Fonte: Vale