Cobre sobe na esteira de PMIs chineses positivos

Os futuros de cobre operam em alta em Londres e Nova York, na esteira de dados positivos de atividade econômica da China, o maior consumidor mundial de metais básicos. Por volta das 7h10 (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) subia 0,28%, a US$ 6.942,50 por tonelada, tocando novas máximas em três anos.Na Comex, a divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para entrega em dezembro tinha alta de 1,44%, a US$ 3,1630 por libra-peso, às 7h28 (de Brasília).

Pesquisa da IHS Markit com a Caixin Media, divulgada ontem à noite, mostrou que o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de serviços da China subiu de 51,5 em julho para 52,7 em agosto. Já o PMI composto, que também considera a indústria, foi de 51,9 em julho para 52,4 no mês passado, atingindo o maior nível em seis meses. Os avanços acima da marca de 50,0 sugerem que a economia chinesa se expandiu em ritmo mais acentuado em agosto. Outro fator que beneficia o cobre é o índice DXY do dólar, que se enfraquece nos negócios da manhã, tornando-o mais barato para investidores que utilizam outras moedas.

Fonte: Dow Jones Newswires