Cobre sobe, ainda sustentado por queda de estoques em Londres

Os futuros de cobre operam em alta nesta manhã, ainda sustentados por reduções nos estoques do metal básico em Londres.Por volta das 7h05 (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) subia 0,65%, a US$ 5.691,50 por tonelada.Já na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o cobre para maio tinha alta de 0,80%, a US$ 2,5730 por libra-peso, às 7h40 (de Brasília).
Segundo Alastair Munro, da Marex Spectron, os estoques de cobre na LME caíram hoje pela quarta sessão consecutiva, a 134 mil toneladas, estimulando a demanda pelo metal.Após fortes avanços na oferta global de cobre até o fim de 2016, “estão ocorrendo ajustes na LME no momento”, avaliou Carsten Menke, do banco suíço Julius Baer.Investidores também acompanham notícias de que a Freeport-McMoRan recebeu autorização para exportar 1,1 milhão de toneladas de cobre da mina indonésia de Grasberg. Apesar disso, os 9 mil trabalhadores da mina pretendem iniciar uma greve no início de maio, num protesto contra demissões.
Outros metais básicos na LME não tinham direção única: o alumínio mostrava leve alta de 0,13%, a US$ 1.952,50 por tonelada; o estanho caía 0,13%, a US$ 19.610,00 por tonelada; o zinco ganhava 0,90%, a US$ 2.621,00 por tonelada; o chumbo exibia valorização de 0,23%, a US$ 2.163,50 por tonelada; e o níquel recuava 0,16% a US$ 9.255,00 por tonelada.
Fonte: Dow Jones Newswires