Vale busca novo dono para mina de potássio paralisada há 3 anos na Argentina

A Vale começará a buscar investidores para repassar seu projeto de potássio Rio Colorado, na província argentina de Mendoza, paralisado há três anos, segundo informaram nesta quarta-feira fontes oficiais. O compromisso de busca de novos investidores foi incluído em um acordo que a Vale assinou com o governo de Mendoza durante o Argentina Business & Investment Fórum, realizado em Buenos Aires.

Segundo informou hoje o Ministério de Energia e Mineração da Argentina, esse acordo prevê o “restabelecimento dos trabalhos de reengenharia” da mina, paralisados desde 2013. “A reengenharia contempla o desenvolvimento de um projeto de viabilidade de 1,4 milhão de toneladas de potássio anuais, e o estudo deverá ser entregue completo em um prazo de seis meses”, detalhou o comunicado.

Inicialmente, o projeto pretendia produzir 4 milhões de toneladas de potássio por ano. “Após três anos de paralisação da jazida, encontramos um caminho para que a mina comece a produzir. O compromisso da Vale, e também do governo, é conseguir o capital para que o projeto, que será redimensionado, possa ser concretizado”, disse o ministro de Economia, Infraestrutura e Energia de Mendoza, Enrique Vaquié.

Segundo o comunicado, “com a colaboração do governo provincial, a Vale sairá para buscar investidores para repassar a empresa a outro dono” e, no caso não se encontre investidores, a mineradora “se compromete a refazer os estudos cada vez que se verifiquem mudanças nas variáveis principais e que permitam inferir melhoras no projeto”.

Por sua parte, Mendoza poderá incorporar um auditor durante a etapa de reengenharia, supervisionar a busca de investidores através da Agência Nacional de Investimentos e cancelar o acordo caso detecte descumprimento por parte de Vale.

Em março de 2013, a Vale comunicou a suspensão do projeto ao alegar que, no “contexto macroeconômico” desse momento, os “fundamentos econômicos do projeto” não estavam “alinhados com o compromisso da Vale de uma disciplina no destino de recursos do capital da companhia e da criação de valor”.

Fonte: Economia UOL