Descoberto em Botswana maior diamante do século

O maior diamante descoberto em um século, pesando 1.111 quilates, foi extraído em Botswana – disse nesta quinta-feira a empresa de mineração Lucara, com sede no Canadá. A pedra incolor, tão grande quanto uma bola de tênis, “mede 65 mm X 56 mm X 40 mm”, informou a empresa Lucana, sediada em Vancouver, na província canadense da Colúmbia Britânica.

Trata-se do “segundo maior diamante descoberto” e do “maior diamante descoberto em mais de um século”, segundo um comunicado da empresa. A pedra “magnífica” foi encontrada na mina de Karowe, no centro-oeste de Botswana, explorada pela companhia canadense.

O maior diamante do mundo é o Cullinan, de 3.106 quilates, encontrado na África do Sul em 1905. Ele foi fracionado em vários outras pedras enormes, e as principais ornam o cetro da majestade britânica e a coroa imperial que fazem parte dos tesouros da Coroa Britânica – especialmente guardados na Torre de Londres.

“Enquanto o diamante não foi inteiramente analisado, será impossível determinar seu valor”, declarou à AFP um especialista em mineração, Kieron Hodgson. “Mas o que é certo é que ele tem o potencial para ser um diamante muito caro (…). Seu valor dependerá das possíveis inclusões, sua reação quando for lapidado, sua forma ótima e sua cor final”, explicou.

Nesta quinta-feira, às 9h30 9de Brasília), as ações da Lucara tinham uma valorização de 34% na Bolsa de Estocolmo, onde são cotadas, a 14,15 coroas suecas (6 reais). Botswana é o segundo maior produtor de diamantes do mundo, depois da Rússia.

Fonte: EM