Vale negocia vender negócio de potássio na Argentina até outubro

A mineradora Vale está em negociações com vários investidores para vender seu projeto de potássio Rio Colorado, na Argentina, e um acordo poderia ser selado até outubro, afirmou o secretário argentino de Mineração, Jorge Mayoral, em entrevista nesta terça-feira (09).

A Vale suspendeu as operações no projeto em 2012, depois de não conseguir obter benefícios fiscais do governo argentino. “Acreditamos que, se as negociações continuarem assim, teremos novidades antes de outubro”, disse Mayoral.

A Vale, segunda maior empresa de mineração do mundo, já completou 45% do projeto Rio Colorado e investiu cerca de US$ 2,2 bilhões no local. A mineradora não quis comentar sobre as declarações do secretário.

“Temos estado com grupos de investidores chineses que mostraram interesse no projeto, enquanto a própria operadora brasileira tem falado com os investidores da Europa”, disse Mayoral.

A empresa brasileira tinha planejado atingir uma produção de 4,3 milhões de toneladas de potássio por ano na segunda fase do projeto, mas decidiu deixá-lo em meio à queda do preço do minério e pela alta dos custos, além da questão dos incentivos fiscais e fortes controles no câmbio estabelecidos pelo governo argentino.

Mayoral disse o relançamento do Rio Colorado será em uma escala menor. O projeto “será de 1,3 milhão de toneladas. O que dizemos é que o projeto está sujeito a uma reengenharia para colocá-lo em prática mais rapidamente, para fazê-lo produzir mais rápido, o natural é que se redimensione suas capacidades produtivas iniciais”, disse.

Embora o secretário não tenha descartado um aumento na capacidade em fases posteriores, ele ressaltou que no momento só se pode projetar uma fase inicial. A Vale é a maior produtora de minério de ferro do mundo. A matéria-prima a ser extraída na mina argentina será usada para a fabricação de fertilizantes.

Fonte: G1