Alcoa prevê investimentos de US$ 1,6 bilhão este ano

A fabricante de alumínio Alcoa espera registrar uma melhoria de US$ 4 bilhões de seu fluxo de caixa, e gastos com investimentos de US$ 1,6 bilhão este ano, disse o vice-presidente da empresa, Bernt Reitan, nesta segunda-feira. Ele acredita que a demanda global por alumínio deverá cair até 7% em 2009.

“Nossa resposta rápida à deterioração econômica aumentou nossa capacidade de enfrentar essa tempestade”, disse ele em conferência sobre o setor em Dubai. A companhia está a caminho de reduzir despesas gerais em US$ 400 milhões até 2010. “Vamos readequar nosso portfólio para ser a número um ou número dois em nossos mercados”, disse ele.

O executivo acrescentou que a companhia garantiu contratos de energia de longo prazo para 80% de seu sistema de fundição, ao mesmo tempo em que melhorou a estrutura de seu endividamento, disse Reitan.  No primeiro trimestre deste ano, a companhia registrou prejuízo de US$ 497 milhões e queda de 41% das vendas. O grupo anunciou um corte de 18% de sua produção total em janeiro, que posteriormente foi elevado para 20%, ou 880 mil toneladas.