Vale conclui a aquisição de ativos de exploração na África

A mineradora Vale anunciou há pouco que completou a transação para a criação de uma joint venture com a African Rainbow Minerals Limited (ARM). De acordo com nota divulgada pela Vale, cada companhia terá 50% de participação no negócio, que será destinado ao desenvolvimento e operação dos ativos da TEAL Exploration & Mining Incorporated (TEAL). Conforme a Vale, a operação vai ampliar as opções estratégicas de crescimento no segmento de negócios de cobre na África.

A operação envolve uma série de etapas, através das quais a Vale adquiriu participação de 50% nas subsidiárias da TEAL por 81 milhões de dólares canadenses (US$ 65,8 milhões) e a TEAL teve seu capital fechado pela ARM ao preço de 3 dólares canadenses (US$ 2,4416) à vista por ação da TEAL. Como resultado desta transação, os ativos da TEAL pertencerão direta ou indiretamente à nova joint venture controlada pela Vale e ARM. Segundo o comunicado da Vale, as negociações das ações da TEAL na Bolsa de Johannesburg (JSE) foram suspensas na abertura dos negócios de hoje e suas ações ordinárias serão deslistadas da JSE em 3 de abril de 2009. A solicitação para a deslistagem das ações ordinárias da TEAL foi arquivada na Bolsa de Toronto e deverá ser efetuada brevemente.

Um requerimento para permitir que a TEAL deixe de ser uma empresa com obrigações de divulgação de informações no Canadá será arquivado em breve. “Esperamos que a nova joint venture adicione valor significativo aos nossos acionistas no médio e longo prazos, uma vez que a mesma amplia nossa plataforma de crescimento global no mercado de cobre e contribui para a diversificação do nosso portfólio de ativos, permitindo simultaneamente a diversificação geográfica em uma região com o maior potencial de exploração mineral do mundo, o copperbelt africano”, informou a Vale, no comunicado.